Monday, July 31, 2017

Por que é importante assumir funções de liderança na escola? - Parte I

A resposta a seguir, não é de um profissional, é de uma aluna.
  • Para aprender novas habilidades e capacidades.
  • Para ajudar a comunidade ao nosso redor a tornar-se um lugar melhor.
  • Para ganhar auto-confiança.
  • Para preparar os estudantes para posições de liderança no mundo, a fim de torná-los líderes competentes, trabalhadores capazes e bons colegas.

Para quem nunca ouviu falar do SRC (Student Representative Council), este é um grupo de estudantes, eleitos por seus colegas, cujos membros representam os alunos da escola. O SRC organiza os meios para que os alunos participem e contribuam para a comunidade escolar e seu estatuto explica como este funciona de forma eficaz.

Gostaria de trazer dois exemplos de programas de liderança oferecidos aqui nas escolas públicas (a partir da 8a. série até o final do ensino secundário - jovens de 12 a 18 anos).

O primeiro é de um colégio agrícola com aprox. 1.000 alunos, onde minha filha estudou.

1. SRC - Conselho representativo de estudantes.

O Conselho é composto por:

Executivo:  2 presidentes, 2 vice-presidentes, 2 presidentes para cada comitê, um secretário e um tesoureiro
Não executivo:  Qualquer aluno que queira participar.

Presidentes
  • Uma moça e um rapaz
  • Responsabilidade geral pelo funcionamento de cada reunião do Conselho.
  • Executa as reuniões do SRC
  • Leva projetos para o executivo da escola / conselho para aprovação
Vice-presidentes
  • Uma dupla de alunos.
  • Substituem os presidentes em sua ausência.
  • Auxiliam os presidentes a completarem suas tarefas.
      Presidentes de comitês

Existem 4 comitês: Bem-estar, Meio Ambiente, Currículo e Agricultura
  • É composto por uma dupla (em geral, uma moça e um rapaz) por comitê
  • Efetuam suas próprias reuniões (ex.: presidentes do comitê sobre agricultura realizam reuniões sobre este assunto)
  • Elaboram projetos que serão levados aos presidentes do SRC, em reuniões executivas.
Secretário
  • Prepara a agenda da reunião.
  • Responsável pelos avisos das reuniões.
  • Ajuda os presidentes a conduzir as reuniões do SRC, mantendo o controle sobre o que precisa ser discutido.
  • Envia uma cópia das minutas para o diretor do secundário.
  • Encarrega-se de guardar as minutas.
Tesoureiro
  • Encarregado de controlar os gastos com os projetos.
  • Ocasionalmente é responsável por tentar coletar mais dinheiro para o SRC, se necessário.
      Membros não executivos do SRC
  • Escolhem o(s) comitê (s) que deseja(m) participar .
  • Apresentam suas próprias idéias aos comitês.
  • Discutem as sugestões dos alunos que não pertencem ao SRC   

 Como é feito o processo de seleção do SRC?
  • Qualquer pessoa pode ser um membro do SRC não executivo e não há necessidade de indicação ou voto.
  • Para a posição de executivo: Os estudantes nomeiam a si próprios para uma determinada posição (quem quer). Apresentam um argumento para os membros do SRC não-executivos sobre o porque deles desejarem tal posição e o que farão caso sejam eleitos. Membros não executivos do SRC votam em conformidade para decidir a composição do executivo.

Um dos programas em que o SRC participa é o de apresentar e promover o colégio para futuros estudantes, no chamado “open day”, que é um dia dedicado a mostrar o colégio e a fazenda a pais e possíveis futuros alunos.

2.  Líderes de clube
  • Organizam reuniões para os clubes. Às vezes em conjunto com os professores.
  • Auxiliam os novos membros.
  • Mantêm o controle do que está acontecendo dentro do clube.
  • Ajudam a organizar os estudantes nas apresentações do colégio (clubes de animais). 

      Clubes oferecidos no colégio: Abelhas, alpacas, porcos, aves domésticas, cabras, ovelhas,  animais nativos (marsupiais e outros), cavalos, aquicultura, novilhos, novilhas, plantas, esquadrão do meio ambiente, jovens escritores, zonas úmidas e World Vision.

Estes clubes funcionam na hora do almoço. Aqui os estudantes de um modo geral comem um sanduíche no almoço e fazem um jantar mais cedo quando chegam em casa, assim que durante a hora do almoço (na escola), se envolvem em diferentes atividades.

Clube dos animais:
  • Atuam como mentores para os novos membros, lhes ensinando como lidar com os animais e supervisionando o que acontece.
  • Organizam os estudantes nas apresentações da escola (shows/competições).
Clube do World Vision
  • Organizam campanhas para arrecadar dinheiro para a ONG World Vision (ocasionalmente com o SRC).
Clube dos jovens escritores

Este é um clube voltado aos alunos que gostam de escrever e foi criado a pedido dos alunos.

      Clube do esquadrão do meio ambiente
  • O clube tem por meta promover programas para reciclagem, além de sugerir outros para o meio ambiente. Em 2012, foi sugerido criar um jardim de borboletas no colégio. Os membros do clube também têm a oportunidade de participar ativamente em sensos demográficos governamentais (ex.: contagem de pingüins e outros animais, em diversas áreas do estado), reflorestamento de certas zonas, plantações para ONGs, etc…

3. Líderes de colegas

Os “peer leaders” ou em português, líderes de colegas, dão apoio aos novos estudantes do colégio. Eles proporcionam ajuda em sua transição da 7a. série para a 8a. série, orientando-os em seu primeiro dia no colégio e também nos shows que o colégio participa. Ademais, atuam durante todo o primeiro semestre, realizando atividades anti-bullying, de diversidade, atividades inclusivas (para que os estudantes possam se conhecer melhor) e atividades relacionadas à saúde, além das discussões abertas.

Para que isto possa ser realizado, os peer leaders passam por um treinamento de dois dias fora do colégio. 

Apesar do curso não ser ministrado pelo colégio, um professor os acompanha nesses dois dias. Ao término do curso, são escolhidos 4 líderes para cada turma (geralmente, dois rapazes e duas moças para cada turma da 8a. série). Neste colégio existem 7-8 turmas por ano.

O programa de liderança de colegas facilita a construção de relacionamentos no colégio, auxilia os estudantes a adquirirem habilidades que são importantes para os empregadores, aumenta as habilidades interpessoais e de liderança e ainda proporciona oportunidades para iniciativas.

4. Crianças ensinando crianças

Este é um programa que tem por meta inspirar futuros líderes na área educacional.

Os alunos que participam deste programa proporcionam workshops e visitas guiadas para colégios.

Alguns dos programas oferecidos: Zonas úmidas e Urrbrae trails.

O programa referente às zonas úmidas é um workshop de educação ambiental onde as crianças do colégio ensinam uma variedade de tópicos voltados ao meio ambiente a crianças de outros colégios (até a 7ª. série). Ex.: macro-invertebrados em zonas úmidas.

O Urrbrae trails é um programa de visita guiada, onde os estudantes são os guias. Eles levam grupos de alunos de outras escolas ou pertencentes a outro grupo, para conhecer a fazenda do colégio e lhes ensinar sobre os animais domésticos que lá se encontram. É também uma boa oportunidade para se conhecer uma fazenda sem ter que sair da área urbana.   

5. Expedições escolares com o “World Challenge”:  

Este é um programa que o colégio promove a cada dois anos, onde os alunos que desejam participar, viajam a um país do terceiro mundo para tomar parte em algum projeto que beneficie a comunidade local, além de conhecer este país e sua cultura.
Benefícios para os estudantes:
  • Resiliência
  • Responsabilidade
  • Empatia
  • Confiança
  • Perspectiva global
  • Liderança


1 comment:

Anonymous said...

Super interessantes informações... assim formam-se cidadãos de verdade, que serão no futuro, úteis para a sociedade! Parabéns, Karen!
Anita M. S. Driemeier